terça-feira, 13 de março de 2012

Quando não há inspiração

Política Chico Xavier de escrita de textos.
Enya para relaxar.
Respirar, inspirar.
Olhar para a foto da família.
Esperar que um raio caia sobre a sua cabeça.
Rock.
Bach.
Pausa para o Café.
E por que será que a Eureka não acontece?
E por que será que devemos esperar por ela?
Nada de feijão com arroz.
O tempero está justamente na vontade de fazer algo diferente.
Algo atraente.
Algo instigante.
Algo denso.
Algo!?
Está aí, gostei.
Quer ler?

5 comentários:

Evy sem Coca disse...

sim, quero ler!!!! quando nao ha inspiracao, tambem me pego escrevendo coisas assim e... voila! sempre surge algo interessante - muitas vezes mais legal do que quando a inspiracao da as caras!
adorei
^^

Douglas Lopes disse...

concordo com a leitora acima!!! rsrs.

Sei que as circunstâncias da vida, a rotina etc vão fadando a gente para a mesmice e para a falta de criatividade/vontade. Mas vc é mestre em driblar isso!!;)

Um viva para os novos posts! rsrs

Fernanda Fiuza disse...

Nossa supermeindentifiquei! rsrsrs

Angelo Augusto Paula disse...

Com certeza quero ler. tanto que li e reli! Leve, descontraído. Gostosas antíteses!

Bj

Thiago Almeida disse...

Clap... Clap... Clap!!!

O que escrever depois disso!?

Parabéns, Ju!