quinta-feira, 29 de novembro de 2012

E a sociedade cobra...



Se você é solteiro, precisa ter um namorado (a). Se está em um relacionamento, vai ter que casar. Casou? Então quando vai ter filhos? E se tem filho, ele não vai precisar de um irmão?

Além de todos os clichês, dizem por aí que as coisas devem acontecer naturalmente, que devemos viver cada dia como se fosse último, que paciência é uma virtude, que o essencial é invisível aos olhos (frase do nosso amigo francês Saint-Expéry).

E para dar a chancela de todas as expectativas invasivas, Caio Fernando Abreu e Clarice Lispector reviram em seus túmulos ao notarem que seus nomes assinam frases do estilo "carpe diem" às avessas. As redes sociais suprem o papel de psicólogas da modernidade. Basta dizer um sentimento e o cidadão será salvo pelos amigos comentaristas que pouco ou nada contribuem sobre a percepção de uma vida em apenas uma linha.

Talvez o mundo esteja mesmo caminhando para o fim. Não o fim concreto, uma grande explosão para voltarmos a ser poeira e moléculas (se é que fomos mesmo). Penso no final da boa resolução pessoal em âmbito privado.

E por que mesmo, eu devo chegar em um bar e dizer ao mundo que eu estou lá se o que vale da vida é a vida que a gente leva, e a liberdade não tem preço!?

Preciso sair.

7 comentários:

Letícia,Lilian,Alice disse...

Ual, sua foda. Adorei.

Letícia,Lilian,Alice disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Letícia,Lilian,Alice disse...

É por isso que não gosto de redes sociais e de pessoas doentes naquilo. Me incomoda o não ser-se humano, as mesquinhagens, a capa, a modinha, a pornografia, a exacerbação, a banalização de todos os sentimentos. Fazem piada consigo mesmo para rir de algo que na verdade deveria passar por todo um processo de reflexão. Mas afinal, com 234567878865546567 amigos virtuais, quem precisa de um tempo consigo mesmo? com tantas frases cliches (que não dizem nada)quem precisa escrever poesias? Bláááááá

Thiago Almeida disse...

Sempre dá vontade de ler mais, daí vc termina... rsrs

Mas, tenho que discordar de algo: Casar, ter filhos, cachorro, tricô...

Isso deixou de ser clichê faz tempo!

Vejo mais gente com o discurso e a pratica totalmente diferente. Me sinto um ET quando digo que quero casar. rsrsrsrs

Tamara Queiroz disse...

Você, Letícia, Lilian, Alice e Thiago fizeram-me refletir o que não queria assumir... a rede social facebookiana me pegou? Oh my!

Vou voltar a viver a vidalma...


..


É bom de ler. Tem um ritmo bom!

Angelo Augusto Paula disse...

O engraçado é que tive essa discussão há alguns dias. Não posso deixar de concordar em todas as dimensões do que vc escreveu.
bjs

Tamara Queiroz disse...

Júuu,

Lá no feici estou como:

https://www.facebook.com/tamara.inatura

Ou ainda tente meu e-mail tamy2005@gmail.com


Uma beijoca estalada na querida você