sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

O pianista de Hamelin

Uma proposta diferente. Tocar piano para realizar o controle biológico de pragas em uma cidade enfestada delas. O plano perfeito para quem desejava conciliar as pesquisas celulares e a música.
Dizem, que todas as pessoas tem um dom e que se ainda não apareceu nenhum é porque ainda não foi descoberto.
O pianista sabia qual era o seu, mas estava dividido entre a acedemia, o prazer e fazer o que realmente queria.
Não havia um concerto que ele fizesse que não era ovacionado e com críticas sempre positivas.
O que faltava para dar o próximo passo? Crescer, amadurecer e reconhecer que é impossível viver sem arte e sem notas musicais.

O equilíbrio pode não ser o bastante...

3 comentários:

Eu Berro! disse...

Concordo, é impossivel viver sem arte. Eu não consigo!

Lex disse...

Existe equilíbrio sem arte?

José Alexandre Abramo disse...

E esse equilibrio hein?
A gente consegue onde?

Vai saber...